08/01/13

Eu e os ovos moles

É tão fixe que o post mais lido de sempre do vidaadias e, ao mesmo tempo, o post que traz mais pessoas de fora aqui seja sobre ovos moles. Não me canso de achar piada a isso. Ovos moles é assim uma das coisas de que eu mais gosto no mundo. Simples, mas delicioso. 
Os ovos são também das coisas mais maravilhosas que há. São assim das poucas coisas perfeitas que há no mundo, mesmo quando têm caca agarrada. Gosto tanto de ovos que até já fiz uma apresentação sobre o tema a uma das turmas da infantil do meu filho. A sério, com ovos de vários tipos, de codorniz a avestruz.

[Os ovos de avestruz foram transaccionados no Estádio Universitário com um senhor que tinha uma plantação de avestruzes e deram para fazer a maior omolete de dois ovos que já vi e um bolo gigante. Meteram-me um bocado de nojo, para dizer com franqueza.]

Com ovos podemos fazer refeições simples (ovos mexidos ou estrelados) ou mais luxuosas (souflés), podemos fazer sobremesas (milhões delas), podemos fazer bebidas, sopas... Os ovos podem assumir milhentas formas, consoante o que lhes juntamos ou a maneira como os mexemos, batemos, incorporamos, aquecemos ou arrefecemos. Há coisa mais linda?

Os ovos moles são uma das utilizações mais perfeitas que posso dar aos ovos. Só precisam de açúcar e calor. Quando estou minimalista, levo ao lume uma colher de sopa de açúcar coberta de água até apertar o ponto um bocadinho, isto é, até o açúcar começar a fazer pequenos cristais nas laterais do tacho e estiver a borbulhar e muito brilhante. Aí tira-se do lume. À parte parte-se uma gema com um garfo ou faca e mistura-se em fio à mistura do açúcar, mexendo sempre para não cozer. Volta ao lume para apertar mais um bocadinho o ponto, dois ou três minutos em lume baixo, batendo sempre. Não há nada melhor. A clara pode dar para um delicioso merengue, mesmo só uma que aquilo na batedeira aumenta estupidamente de volume.

Há coisa mais linda do que um ovo?

3 comentários:

Tal mãe, tal filha disse...

Também gosto muito de ovos, de todas as maneiras, e ovos moles então...é do melhor que há!

Então o senhor tinha uma plantação de avestruzes? Ou seria criação?...

Beijos/ A Mãe

Joana A disse...

Olá, Tal mãe,

Gosto mais da ideia da plantação. Acho que as avestruzes são animais que se prestam a isso, pernaltas e com aquelas penas densas. Além disso, os ovos delas assemelham-se mais a cocos do que a ovos. Bem vinda e bjs

Sónia disse...

fiquei a imaginar uma clara de avestruz batida em castelo....