18/12/12

Dúvida existencial substancial

Há meses que o meu filho me pede uma nerf para o Natal - para quem não sabe, isto é basicamente uma pistola.
Parte de mim rejeita essas coisas, a violência que tem associada. A outra parte diz "até eu gostava de ter a minha própria nerf" e "se dermos uma régua e um esquadro a um miúdo, ele vai usá-los para fingir que são uma pistola. Transparente. Com poderes de defesa especiais."
Estou dividida.

2 comentários:

Paulo Menezes disse...

Dá-lhe o Nerf, sem dúvidas. Lembro-me de estar armado até aos dentes na praceta a brincar aos policias e Ladrões, sem violência, super divertido. Pistolas laser espaciais, pistolas de cowboys com coldre, metralhadoras que faziam barulhos ensurdecedores, bisnagas de água...etc...

Joana A disse...

... não se pode dizer que tu sejas o melhor exemplo assim a nível da sanidade mental e isso... mas obrigada pela partilha. Acabei por decidir não comprar - acho que ia passar os dias a berrar para ele parar de nerfar a irmã :)